Animais

Como socializar um filhote de cachorro com cães adultos e pessoas

Pin
Send
Share
Send
Send


Socializar um cão adulto pode ser muito mais complicado do que fazer o mesmo com um filhote. O objetivo é o mesmo, mas os cães não são os mesmos que os filhotes quando adultos! Por isso, O processo é algo diferente e mais difícil.

Cães que atingiram a idade adulta sem serem socializados, geralmente apresentam traumas, medo de pessoas e outros cães, ou têm problemas comportamentais ou agressivos, são essas situações que dificultam o processo, além de é sempre mais complicado modificar comportamentos profundamente enraizados do que ensinar um filhote do zero. No entanto, é possível socializar um cão adulto! Com o nosso conselho, você o receberá.

Socializar um cão é um processo único

Cada cachorro é diferente, então cada processo de aprendizado e socialização também é. Portanto, os conselhos que você encontra aqui ou em qualquer outra página não funcionam para todos os cães. Alguns podem funcionar para você e outros não, mas vamos falar em termos gerais.

O ideal é socializar os cães quando filhotes, pois nesta fase eles aprendem muito mais facilmente, são mais curiosos e também tudo o que aprendem determinará seus relacionamentos e caráter no futuro. Mas se você tem um cão adulto que não foi socializado, não se desespere! Você ainda pode ensinar socializar e aprender a viver com todos os seus arredores: pessoas de todas as idades, outros animais de estimação e animais, carros, barulho, móveis de rua ... tudo ao seu redor!

Analise a situação

Como dizemos, socializar um cão é diferente de acordo com cada caso. Por isso, É necessário analisar e avaliar a situação particular do seu animal de estimação.

Veja como o seu animal de estimação se parece quando se trata de interagir com pessoas, objetos e outros animais de estimação. É agressivo? Tem medo? Determinar os problemas causados ​​pelos processos de socialização é essencial para poder corrigi-los. Se seu cão é adotado e os problemas de socialização dele provêm de sua vida anterior, pode ser muito difícil ou mesmo impossível saber a que se deve.

Depois de concluir o processo de identificação do problema, Recomendamos que você vá a um etólogo ou a um educador canino, melhor ainda se você se especializar nesse tipo de tratamento. Assim, você pode receber atenção e conselhos personalizados, dependendo das necessidades do seu cão.

Dicas para socializar um cão adulto

Embora as dicas do site eles não devem substituir os serviços de um etólogo ou educador profissionalSim, temos algumas dicas para você que complementarão esse processo e ajudarão você a tirar o máximo proveito dele, além de ajudar seu cão a se sentir motivado e feliz.

Se você deseja tornar a socialização de um cão ainda mais fácil, é isso que você deve fazer:

  • Dê ao seu animal de estimação a qualidade de vida que ele merece: comida de qualidade e adequada às suas necessidades, conforto, higiene, assistência médica e muito amor. Em geral, dê tudo o que você precisa para ser feliz.
  • Não deixe de lado o exercício físico: Em média, um cão precisa sair de casa algumas vezes por dia, o que deve ser três se for um cão particularmente ativo. Se você fizer o exercício de que precisa, evitará viver estressado e permanecerá motivado.
    Além das caminhadas, tente fazer outro tipo de exercício físico com seu animal de estimação, se for apropriado para ele, você pode praticar esportes juntos, acampar, fazer caminhadas ... Passe algum tempo juntos!
  • Sempre use reforço positivo para educar seu animal de estimação: Você promoverá o desejo deles de aprender e se sentirá útil e feliz. Em Wakyma, rejeitamos veementemente os métodos de punição de animais, dentro e fora das sessões de treinamento. Não bata ou humilhe seu animal de estimação! Você não vai conseguir nada de bom.
  • Conheça bem o seu cão, para que você possa antecipar suas reações e evitar situações de estresse ou medo.
  • Deixe outras pessoas participarem do processo de socialização, desde que sejam calmos e transmitam confiança ao seu animal de estimação.
  • Siga o conselho do profissional que está ajudando você: Não exponha seu cão a situações que ele não recomenda; você pode piorar a situação.
  • Tenha muita paciênciaEssas coisas levam tempo! Os cães não aprendem da noite para o dia, principalmente quando são mais velhos! Se você der carinho e compreensão ao seu cão, ele aprenderá a socializar sem problemas, mas não se apresse.

Socializar um cão adulto pode ser complicado e às vezes frustrante, Mas não é impossível! Ele só precisa de muito amor e que você sinta vontade.

Quanto tempo dura o período de socialização em cães?

Cães desde o nascimento até 6-7 semanas de idade serão alimentados por sua mãe, que os ensinará a ter confiança e algumas regras básicas de convivência, como controlar a força da mordida ou quando precisar parar de brincar. O problema é que, para memorizar a mensagem tem que ser constante, mas depois de dois ou três meses os filhotes começam a ter uma nova família, o treinamento precisa continuar em seus novos lares. E é aí que esse problema pode ser acentuado.

De dois a três meses, os filhotes precisam interagir com outras pessoas e com outros cães., mas geralmente os superprotegemos e os colocamos dentro de casa até que eles recebam todas as vacinas, o que é um erro. Obviamente, você deve evitar levá-lo para passear em lugares onde há sujeira, mas se não o socializarmos agora, mais tarde será muito mais complicado.

Como socializar um filhote de cachorro com cães e pessoas?

Socializar um filhote com outros cães e pessoas é relativamente simples, como veremos:

  • Apresente seu filhote a cães e pessoas que sabem de antemão que estão calmos. Não o inclua em grandes grupos; é melhor que as apresentações sejam uma de cada vez, para que você não se sinta ansioso ou sobrecarregado.
  • De tempos em tempos, dê a ele um prêmio por cães, para associar cães e pessoas a algo muito positivo: seus deleites.
  • Deixe-o cheirá-los e brincar com eles.
  • Peça à sua família e amigos que usem chapéu, bengala, casaco e / ou cachecol para que o filhote se acostume a ver pessoas vestidas de muitas maneiras diferentes.
  • Quando você se sentir confortável com eles, apresente-os às crianças. Não os deixe sozinhos, pois as maneiras de brincar que os seres humanos e os cães têm são muito diferentes e podem se machucar sem querer.

Esperamos que você ache essas dicas úteis 🙂.

Por que é importante socializar animais de estimação

A socialização do nosso amigo de quatro patas permitirá que o animal não sinta medo ou seja agressivo face a:

  • Pessoas desconhecidas
  • Outros animais
  • Ambientes que podem ser estranhos

Considere isso socializar um cão corretamente certamente evitará a maioria dos problemas comportamentais que um peludo pode apresentar. Além disso, um cão que foi bem socializado também será mais fácil de treinar.

Socializar um cão é essencial para o animal crescer sem medo e não desenvolver um comportamento agressivo. Saiba quais são as melhores maneiras de alcançá-lo.

Aprenda as melhores maneiras de socializar um cão

Embora a socialização de um peludo seja um processo que se estenda ao longo do tempo, é importante que seja dada ênfase especial aos três primeiros meses de vida. De qualquer forma, se você se encontrar diante de um cão adulto que não foi devidamente socializado, não se desespere. Existem também maneiras de reverter essa situação.

Estas são, então, algumas das melhores maneiras de socializar um cão:

1. Agende visitas em sua casa para que seu animal de estimação comece a se acostumar com outros animais e pessoas

Antes que seu filhote complete as vacinas, evite sair para que ele não sofra nenhum tipo de doença.

Nesse período, você pode pedir a familiares e amigos para virem à sua casa com os filhos e também com os animais de estimação. Obviamente, certifique-se de que os animais tenham o cartão de vacinação atualizado e tenham bom caráter.

Idealmente, você gera um ambiente de jogo, para que seu filhote se relacione com outros seres em situações positivas.

Em resumo, O que seu filhote deve deixar claro é que, além de seus donos, outras pessoas podem brincar e brincar com ele. E isso em relação aos seus pares é normal. Então deixe-o cheirar, brincar e até ensaiar um passe de "luta" de uma maneira divertida.

2. Deixe seu cão conhecer ambientes diferentes

Quando o seu cão concluir as vacinas, é hora de sair e começar com os primeiros passeios.. Lá ele encontrará humanos e animais que são estranhos. Mas ele já aprendeu que não há problema em se relacionar com eles.

Mas agora você também deve aprender que existe um novo ambiente que você não deve temer. Portanto, sempre tomando as devidas precauções, e sem sobrecarregá-lo, deixe-o explorar e se acostumar com o ruído dos motores e dos alto-falantes. E também para cães que podem parecer grandes demais ou, a priori, hostis.

Também é importante que você conheça diferentes ambientes, tanto da cidade quanto da zona rural..

3. Paciência como um trunfo para socializar com sucesso um animal adulto

Socializar um cão adulto não é uma tarefa tão simples, mas com um pouco de paciência, tudo pode ser alcançado.. A melhor coisa que você pode fazer é fazer longas caminhadas com seu peludo em áreas onde humanos e cães costumam viajar. E tente lentamente começar a entrar em contato com seus colegas.

Se seu animal de estimação tem uma atitude positiva com outros animais e pessoas, recompense-o da maneira que ele quiser. Pode ser com um tratamento, uma carícia, uma palavra de encorajamento, etc. Em vez disso, se você tem medo ou é agressivo, afaste-o da "zona de conflito" e deixe a tentativa para mais tarde.

Você também pode pedir a um membro da família ou amigo que tenha um cão sociável para acompanhá-lo nos passeios. Assim, seu peludo se acostumará gradualmente à companhia de outros animais de estimação e pessoas.

Em ambos os casos, se suas tentativas de socializar seu cão não derem certo, você sempre pode pedir conselhos e ajuda de um veterinário ou especialista em comportamento animal.

Entenda cada caso de socialização como único

A verdade é que na Internet existem inúmeros tutoriais e páginas de informações cheias de conselhos mais ou menos eficazes para socializar um cão, mas a verdade é que cada caso é único e cada cão reage de uma maneira como um processo específico. Por esse motivo, podemos afirmar que Nem todas as dicas que encontramos são válidas para o nosso cão.

Os cães devem socializar quando são filhotes, já que nesta fase de sua vida ainda não têm uma personalidade definida e não têm medos ou lembranças que os façam rejeitar ou aceitar determinadas situações.

Entendemos como socialização o processo em que o cão está relacionado ao ambiente circundante (que pode ser muito diversificado). Para que o processo seja concluído, você deve aceitar e se relacionar positivamente:

Analisar a situação particular

A socialização de um cão adulto é geralmente mais difícil, pois o cão adulto possui lembranças que o fazem reagir de certa maneira pelas lembranças já adquiridas. Portanto, é essencial que vamos analisar os aspectos em que devemos trabalharcom ele antes de começar:

Uma vez analisado o problema específico, devemos nos perguntar por que nosso cão age da maneira que age, seja agressividade ou timidez. Provavelmente, se nosso cachorro for adotado, nunca descobriremos o gatilho.

Para lidar efetivamente com o problema, precisamos faça uma lista com todos os comportamentos que nos preocupam e causar estresse no cão. É vital conhecer nosso animal de estimação e detalhes e observar o que ele faz para resolvê-lo efetivamente.

O especialista, a verdadeira fórmula do sucesso

Depois de preparar nossa lista devemos ir ao etólogo ou ao educador canino Eles são as únicas pessoas que podem resolver essa situação efetivamente.

Essas pessoas têm conhecimento avançado e treinamento real no comportamento do cão e é por essa razão que o que podemos interpretar como agressividade talvez seja medo ou ansiedade, dependerá de cada caso.

Além de resolver a situação, o educador canino ou o etólogo responderá a todas as nossas perguntas e nos guiará de forma eficaz e individual, algo que os sites não podem fazer com conselhos aleatórios. Embora envolva um custo econômico (também existem especialistas em baixo custo), o benefício futuro será muito maior e de qualidade.

Algumas dicas para melhorar a cal>

No ExpertAnimal, estamos cientes do comportamento de alguns cães e das dificuldades de conviver com esse tipo de problema. Por esse motivo, não nos cansamos de repetir que é importante recorrer ao especialista, como faríamos se tivéssemos um problema.

Durante esse processo, devemos prestar atenção a alguns aspectos, para que o cão perceba um benefício real no seu dia-a-dia e aceite esse processo de maneira adequada.

Algumas dicas que melhorarão a qualidade desse processo são:

    Cumprir as cinco liberdades de bem-estar animal com: comida e limão adequados>

Se você quiser ler mais artigos semelhantes a Socializar um cão adultoRecomendamos que você entre na seção Educação avançada.

Olá Juan, sinto sua situação, no entanto, além dos conselhos gerais incluídos no post (que visam melhorar o bem-estar e a vida cotidiana de animais pouco socializados), não podemos oferecer diretrizes concretas para o seu caso, pois Isso requer uma visita de especialista. Aconselho que você visite um profissional (educador canino, treinador ou educador especializado em modificação de comportamento) o mais rápido possível, se você também trabalha positivamente. Através de sessões de modificação de comportamento, você pode fazer suas cadelas começarem a ficar mais calmas na presença de outros cães, ignorá-los ou até mesmo socializar. A previsão também será dada pelo profissional.

Boa sorte, espero que você melhore esta situação.

Olá Alberto, no seu caso, seria conveniente procurar um educador ou etólogo canino o mais rápido possível para trabalhar na socialização antes que o medo se agrave e possa mostrar comportamento agressivo com outros cães por medo. Através de sessões de modificação de comportamento no campo de trabalho e com as diretrizes apropriadas, você certamente pode melhorar ou pelo menos não piorar.

Olá Debora, mesmo que você tenha se socializado bem, às vezes, uma experiência ruim pode fazer com que deixem de ser tão sociáveis ​​com outros cães do mesmo sexo e até mostrem agressão. Nesse caso, falamos sobre agressividade intrassexual.

Minha recomendação é que você vá o mais rápido possível a um especialista (etólogo, educador canino, treinador). Quem trabalha de maneira positiva e tem um campo de trabalho. Dessa forma, você pode realizar sessões de modificação de comportamento e ter o cão socializado corretamente novamente. Se não for possível, você pode pelo menos tolerar o trabalho e ignorá-los durante a caminhada. Vai depender do caso.

No momento, pode ser apropriado evitar relacioná-lo com outros cães machos, para impedir que esse comportamento seja repetido ou mordido.

Pin
Send
Share
Send
Send