Animais

Cadeia SER

Pin
Send
Share
Send
Send


Se você preferir dar ao seu cão uma dieta livre de alimentos processados, você tem a opção da dieta BARF, consistindo inteiramente de alimentos completamente naturais: ossos, carne, ovos e legumes. Não é tão popular quanto a ração, mas cada vez mais pessoas buscam alimentar seus cães com esse tipo de dieta, o que é realmente benéfico.

Qual das opções é a melhor?

Qual é o melhor que posso alimentar meu cachorro? Bem, a verdade é que, para esta pergunta, não há uma resposta única. Poderíamos dizer que o melhor alimento para um cachorro é aquele que melhor se adapta às suas necessidades.

Suponha que você tenha decidido alimentar seu cão com ração ou latas comerciais. Como saber que comida devo dar ao meu cachorro? Siga estas dicas para encontrar a melhor comida possível:

  • Embora ainda seja um alimento processado, existem diferentes qualidades em alimentos para cães e alimentos enlatados. Sempre opte pelo melhor de tudo, o gama premium, ou pelo menos o melhor que você pode pagar.
  • Não se deixe guiar pela publicidade ou pelo prestígio das marcas: pesquise antes de comprar qual alimento é melhor para o seu animal de estimação, comparar e decidir.
  • Claro, se o seu cão tem necessidades alimentares específicas Para algum problema de saúde, você deve levar em consideração.
  • Adapte alimentos e quantidades sempre na sua idade. Um filhote recém-desmamado não é alimentado da mesma forma que um cão jovem, adulto ou idoso. O tipo de feed varia ao longo da sua vida, o que você escolher agora não será para sempre.
  • Veja os rótulos do que você está pensando em comprar. Procure comida o mais natural possível, que possui carnes e verduras em alta porcentagem e de boa qualidade. Você sabe interpretar um rótulo? Quanto mais cedo um ingrediente é mencionado, maior a porcentagem de ele contém os alimentos. Procure altos percentuais de carne fresca e fuja daqueles com cereais (exceto arroz) e derivados de carne. A proteína de qualidade está na carne fresca, não nos bicos, penas e pelos de animais. Pense "eu comeria os ingredientes que aparecem neste rótulo?" Se a resposta for não, também não dê ao seu cão. Lembre-se: o Eu acho que mais caro ou mais famoso não é necessariamente o melhor.

What com> (Foto via: scienceblog)

Se você preferir mudar de comida comercial e dar comida natural ao seu cão, a dieta BARF é excelente. Em Wakyma, temos muitos artigos falando sobre seus benefícios e como planejá-lo!

Se baseia em ossos, carne, ovos e uma pequena porcentagem de vegetais, para que seja imitado, na medida do possível, qual seria a dieta do cão se ele vivesse no mundo selvagem. Ou seja, uma dieta inspirada na comida de lobos e cães selvagens, mas adaptada ao estilo de vida e ao nível de exercício físico de cães domésticos.

A dieta BARF tem um impacto muito positivo no saúde do cão após apenas alguns meses. Você verá em breve todos os benefícios que isso traz para o seu cabelo, sua vitalidade, energia ... e felicidade!

Se você decidir alimentar seu cão com alimentos processados ​​ou naturais, lembre-se de que você deve escolher a melhor qualidade possível e adaptá-lo às necessidades nutricionais e outras características do seu animal de estimação.

Um infográfico revela quais alimentos são saudáveis ​​e quais devem ser evitados

Que alimentos meu cachorro pode comer? / Solovyova (Getty Images)

É provável que em mais de uma ocasião você tenha parado para pensar se esse alimento que você está prestes a dar ao seu cão é benéfico para o seu melhor amigo ou não. É sabido que não é recomendado administrar jujubas, chocolate ou cerveja para cachorros Mas é aconselhável dar uvas ou pimentos?

Mais informação

Um infográfico realizada pelo site Here Pup! lançou quais alimentos podem ser consumidos por cães e quais evitar a todo custo. O infográfico mostra, através de quatro cores, (verde, amarelo, laranja e vermelho) todos os alimentos que o cão pode ingerir sem problemas e, ao mesmo tempo, aqueles que são absolutamente proibidos.

Carne, arroz e peixe, entre os melhores alimentos para cães

Os alimentos que aparecem na seção verde, ou seja, aqueles que os cães podem comer sem problemas, são os seguintes: arroz, alface, banana, cenoura, pera, melão, carne, manteiga de amendoim, peixe e espinafre.

Em amarelo, os alimentos que os cães podem comer são divulgados, desde que com moderação. Entre eles estão abacaxi, cachorro-quente, batata, melancia, queijo, cogumelos, tomate, brócolis, mirtilo, morango, maçã e pão.

Cuidado com pimentas e uvas

Abaixo estão os alimentos que são melhores para não dar aos cães. Os seguintes produtos destacam-se em tom laranja: camarão, pipoca, amêndoas, aipo, cerejas, pimenta, milho ou marshmallow.

Finalmente, em vermelho, os alimentos que são totalmente proibidos são conhecidos porque podem ser tóxicos para nossos melhores amigos. Nesta lista aparecem Nozes, cebolas, alho, abacate, uvas, jujubas, cerveja, romã, chocolate ou amendoim.

O infográfico da comida que um cachorro pode e não pode comer. / Aqui filhote!

Em resumo, este infográfico mostra que cães não podem comer nada e que devemos ter um cuidado especial ao alimentar nossos melhores amigos.

Que coisas NÃO podem comer cães

Existem algumas refeições amigáveis ​​ao ser humano que não devemos usar com nossos cães. Certamente você já ouviu falar que chocolate ou uvas são ruins para cães. Mas eles não são as únicas coisas.

Aqui estão duas postagens úteis e fáceis, se você tiver alguma dúvida sobre quais alimentos evitar comer o seu cão para evitar intoxicações!:

Os cães podem comer, eu acho, é claro!

A comida para cães é muito confortável, economiza tempo, não precisamos pensar, está pronta e também possui muitos minerais e vitaminas adicionados nas fórmulas estudadas, que são benéficos para a dieta do cão.

No entanto, dê Eu só penso em comer seu cachorro é uma tortura para ele e também NÃO É a opção mais saudável. Idealmente, acho que nosso cachorro come tudo, mas também comida natural!

Imagine que você vê pessoas comerem alimentos naturais (carne, batatas, alface), enquanto você só come biscoitos de astronauta Todos os dias da sua vida. Seria estranho e não muito engraçado, certo?

Bem, pense que seu cachorro é como você em muitas coisas, e também neste. Eles gostam de variedade e natural. Então é bom alimentar nossa cachorro, ambas as coisas, comida caseira e acho que para cães, para que Seu cão desfruta de diferentes sabores e nutrientes. Uma dieta saudável é uma dieta variada!

Alimentar um cachorro não é nada. Você deve levar em consideração alergias, raça, idade do animal ou alimentos que podem ser tóxicos, entre outras coisas.

Alimentar um cachorro não é algo que deva ser esquecido. Nossos amigos peludos não podem comer nada ou o quanto sentem vontade. Portanto, para alimentar um cão corretamente, recomendamos conversar com o veterinário. Cada raça tem suas próprias características que afetam os alimentos: a pele de um galgo não permite nada, como o delicado estômago de um dachshund ou os labradores, que devido a problemas nas articulações devem ingerir uma quantidade maior de ômega 3, entre outros nutrientes

No entanto, há várias coisas que devemos ter em mente, independentemente da nossa conversa com o veterinário. Além do tipo de alimento, é importante familiarizar-se com alguns aspectos importantes para o "horário das refeições". Abaixo estão algumas dicas como 2 cães desconhecidos não devem ser alimentados ao mesmo tempo ou quantas vezes por dia é aconselhável alimentar nosso animal.

1. Alergias

O primeiro que você precisa saber se o seu animal tem alergia. As alergias mais frequentes em cães são causadas por alimentos, saliva de insetos (por picadas), inalação e contato com diferentes alérgenos.

No caso dos alimentos, eles ocorrem quando um ou mais ingredientes alimentares causam uma reação sistema imunológico hipersensível. Cães que sofrem de alergias podem ter sintomas como náusea, vômito, arroto, diarréia, flatulência, perda de apetite, perda de peso, letargia e fraqueza.

Se, no seu caso, você estiver cuidando de um cão que não é seu, recomendamos que você sempre siga as instruções instruções do proprietário em termos de horários, horários por dia e quantidades de alimentos. Não introduza nada em sua dieta com o qual você não esteja acostumado.

2. Quantas refeições por dia

Este é um tópico discutido em muitos fóruns sem chegar a uma conclusão clara. Bem, a resposta é mais simples do que parece. Alimente um cão várias vezes ao dia Depende de vários aspectos, como idade. Este é o tipo de coisa a esclarecer com o veterinário.

Em geral, um cão pode comer 4 vezes ao dia após 2 meses de idade. De 4 a 6 meses, as refeições são geralmente reduzidas para 3. Após 6 meses, o animal deve comer 2 vezes ao dia, de manhã e à tarde. Insistimos, esta é uma avaliação geral. Tem que conte com o veterinário para determinar a melhor dieta do nosso animal de estimação.

A propósito, esclarecemos outra questão. O de deixar o tigela cheia de comida para o cachorro comer sempre que ele quer é uma das piores coisas que você pode fazer. Lembro-me de que quando Tom chegou em casa (um dachshund que então tinha 2 meses de vida), ele comeu tanto quanto nós lhe demos. Até que ele teve uma farra e acabou vomitando. Lá aprendi que os cães comem o máximo que podem, apesar de estourarem. Portanto, não é uma boa ideia dar a eles a oportunidade de escolher quando comer. Eles literalmente não podem parar.

3. Comer juntos sem ser amigos? NOPE !!

Se você é uma daquelas pessoas que não têm o suficiente com peludos e querem expandir a família, lembre-se de que as refeições podem ser um conflito. Por esse motivo, é recomendável não alimente 2 cães desconhecidos de uma só vez ou, pelo menos, não no mesmo lugar. Esse conselho é ainda mais importante para os cuidadores que recebem vários cães desconhecidos entre eles ao mesmo tempo.

A razão pela qual é aconselhável tomar precauções é que pode haver problemas se um quer comer a comida do outro. Defina horários diferentes para cada um. Idealmente, remova a tigela se restar comida.

4. Atenção ao "jarro de água"

A tigela onde colocamos água para nosso animal de estimação pode não parecer suja ou, ao contrário, levar mais tempo para fornecer amostras visíveis de sujeira. Isso não significa que você não precisa limpá-lo. Você tem que lavá-lo todos os dias, assim como esfregamos os copos da nossa casa. É importante que a água seja trocada várias vezes ao dia, para que esteja sempre fresco e limpo.

5. Que macacos são os filhotes, mas o que eles comem?

Até 2 anos de idade, nenhum cachorro é adulto. Mesmo assim, cada raça passa de filhote para adolescente em uma taxa diferente. Então, mais uma vez, falaremos de maneira geral. Um filhote tem uma dieta muito diferente de um cão adulto ou adolescente. O pouco peludo deve beber leite materno ou fórmula artificial Até 8 semanas de vida.

O leite é importante nesta fase, pois é o caminho certo para adquirir colostro. É um composto que fortalece o sistema imunológico do animal. Alguns cães precisam receber vitaminas extras durante esse período. Já existe entre o veterinário, quem irá prescrever o mais conveniente. Algo que também pode ser feito é misturar o leite com ração especial para filhotes. O alimento amacia e é mais fácil de ingerir, enquanto se bebe leite.

O leite é muito importante durante o período do filhote. Então você tem que evitá-lo.

5. Tenha cuidado !! Alimentos a evitar

Existem alimentos que os cães nunca devem comer, como é o caso chocolate. A lista de respirações prejudiciais não termina aí. Você deve evitar que seu cão tome leite, já que, em adultos, esses animais param de secretar a enzima responsável pela digestão da lactose. Não é fatal, mas pode causar problemas estomacais, como vômitos ou diarréia. Isso também é aplicável a queijo.

O tiossulfato do cebola Pode causar anemia em cães. Este componente deteriora os glóbulos vermelhos desses animais, o que pode enfraquecê-los. Problemas graves com a cebola ocorrem se você tomar muito, mas por que correr o risco, certo? O mesmo efeito causa a alho que, além da anemia, também pode causar insuficiência renal devido à perda de hemoglobina.

O levedura Torna-se um tóxico, uma vez que está no estômago do nosso animal de estimação. Este composto gera gases prejudiciais aos organismos dos cães. A ingestão de levedura pode levar a vômitos, letargia e dor abdominal. O mesmo com osair. Se você é um daqueles que gosta de cozinhar comida caseira para o seu cão, faça-o sem sal, pois o alto teor deste composto pode causar convulsões e vômitos.

6. Alimento humano adequado para cães

Assim como existem alimentos proibidos, também existem outros que comemos e que podemos compartilhar com nossos peludos. O mais conhecido é o frango cozido. Este alimento é uma boa maneira de colocar proteínas na dieta de nossos animais. As cenouras Eles são bons para os dentes dos cães, além de fornecer uma boa quantidade de fibras. Da mesma forma, vários especialistas indicam que o Aveia é benéfica para cães mais velhos com problemas quando se trata de "ir ao banheiro". Mesmo assim, pessoalmente, não estou muito claro, pois a aveia, se não for cuidadosa, pode conter uma porcentagem de açúcar que pode ser alta demais para os cães.

Embora eles possam comer esses alimentos, é mais aconselhável comprar o alimento que melhor se adapte às necessidades do seu cão. Isso está esclarecido neste post sobre comida de cachorro.

O que posso alimentar um filhote

(Foto via: cesarsway)

Antes de falarmos sobre alimentar o filhote em casa, Vamos contar um pouco sobre a base de sua nutrição durante as primeiras semanas de sua vida.

O leite materno é muito importante e insubstituível pelo menos nas primeiras 6 semanas. É o único alimento que pode fornecer ao filhote toda a ingestão calórica e nutrientes necessários para iniciar seu desenvolvimento corretamente. Também A importância desse processo não reside apenas na nutrição, mas também possui um forte componente emocional para o cão recém-nascido.

Porém, Os filhotes não devem apenas amamentar a mãe durante esse processo. De 2 a 3 semanas de vida, os pequenos começam a desenvolver os dentes, e isso pode causar muitos danos aos seios da mãe. Por isso, comece a beber o leite materno em uma garrafa ou na forma de mingau. Isso não significa que devemos separá-los completamente da mãe: eles devem continuar a amamentar, mas com menos frequência, A base da alimentação torna-se o mingau e a amamentação diretamente da mãe será um complemento. Assim, continuamos a ter o componente emocional da dieta do filhote, mas os seios da mãe não sofrem tanto desgaste. Também assim, fazemos a separação do filhote e da mãe ser gradual.

O que posso alimentar um filhote após o desmame?

Após aproximadamente 45 dias, os filhotes são completamente desmamadosisto é, são independentes da mãe e não precisam mais ser alimentados com o leite. A partir desse momento, Seu filhote começará a comer alimentos sólidos. Os alimentos desenvolvidos especialmente para filhotes contêm mais calorias para promover o desenvolvimento adequado, ou seja, Eles dão muita energia com menos comida, para facilitar a digestão.

Escolha alimentos de alta qualidade e adequados à sua idade, peso ou até raça. É importante que você tenha uma boa dose de proteínas, minerais e vitaminas e a quantidade certa e necessária de gordura. Se sua dieta é adequada, Seu filhote não precisará de suplementos de vitamina ou cálcio, a menos que seja recomendado pelo veterinário para sua condição específica.

Os alimentos para cachorros também são feitos de bolas menores para facilitar a mastigação. Você sabia que alimentos sólidos e secos ajudam a manter uma melhor saúde e higiene bucal do que alimentos úmidos? Ao mastigar, arrasta a placa, pelo contrário, os patês tendem a ficar presos nos dentes.

Escolha bem a comida do seu cão e procure orientação profissional, pois não é bom trocá-la a cada duas vezes para três. Seu sistema digestivo precisa se acostumar com um alimento específico e, quando isso acontece, é difícil mudar para digerir diferentes componentes.

Quanto um filhote deve comer?

Agora eu sei o que posso alimentar um filhote, mas qual é a ração certa? A quantidade de comida que damos aos nossos animais de estimação é tão importante quanto a qualidade da comida em si. Como saber se você está sobrecarregando seu filhote ou se lhe dá a quantidade certa de comida?

A primeira coisa que você deve saber é que a quantidade de comida que um cão deve comer depende de diferentes fatores: sua idade, tamanho, índice diário de atividade física e também possíveis recomendações do seu veterinário, dependendo da sua saúde.

Quando o cão ainda está bebendo leite materno, mas já tem dentes, é melhor começar a dar muito pouco alimento sólido para que a mudança na dieta não seja radical. Então, quando ocorrer o desmame completo, aumentaremos as doses de alimentos:

  • Durante a combinação de leite com alimentos sólidos e até o desmame completo: 1 colher de sopa de comida 4 a 6 vezes ao dia.
  • 2 a 3 meses: 4 vezes ao dia
  • 4-6 meses de idade: 2-3 vezes ao dia.
  • A partir dos 6 meses: 2 refeições por dia.

Proporções adequadas de comida para cachorros são:

Outras recomendações para alimentar um filhote

Se você deseja alimentar o seu filhote da melhor maneira possível, recomendamos que você siga estas dicas:

  • Tente dar a ele a quantidade certa e necessária de comida. Mesmo se você pedir mais, não dê comida demais, o excesso de peso pode causar problemas de saúde. Além disso, se você comer demais, sua digestão será mais complicada.
  • Leia sempre as instruções nos recipientes para alimentos. Nosso racionamento de alimentos é indicativo, dependendo do alimento que você escolher e das características do seu cão, isso pode variar.
  • Planeje um horário de refeições rigoroso e mantenha-o diariamente. É a melhor maneira de ensinar seu cão como, quanto e quando comer. Para educar animais de estimação, a rotina é a melhor!
  • Consulte seu veterinário e leve seu filhote para exames periódicos para verificar se a nutrição é a mais adequada.

E isso é tudo! Aproveite o seu cachorro!

Vídeo: A RAZÃO DE ROBINHO TER SIDO CONDENADO A 9 ANOS DE CADEIA. Radar Peleja #61 (Outubro 2020).

Pin
Send
Share
Send
Send